29 de setembro de 2010

Os benefícios do espinheiro para o coração



O crataegus (Crataegus oxyacantha), nome científico do espinheiro alvar, é um reconhecido remédio contra as doenças do coração e do aparelho circulatório. É indicado por muitos fitoterapeutas e homeopatas para prevenir doenças cardiovasculares ou para quem sofreu cirurgia de safenas e mamárias. É um fitoterápico auxiliar no tratamento de cardiopatias e pressão arterial elevada, além de prevenir a aterosclerose e reduzir o colesterol. Como tônico cardíaco é eficaz para fadiga e dispnéia, sendo também um bom ansiolítico, auxiliando quadros de neuroses do coração, insônia e ansiedade. Tem a função de regularizar a arritmia e palpitações.
Por possuir em sua composição, flavonóides derivados da quercitina e antocianidina, presentes em seu extrato promove um aumento da circulação coronariana através do efeito vasodilatador. 
Em alguns estudos observou-se a redução de placas de aterosclerose, devido à atividade antilipídica e antioxidante, contribuindo para o bloqueio de radicais livres que levam à doença da aterosclerose.
Recomenda-se o uso de folhas jovens, sob a forma de cigarro para os que desejam parar de fumar.
A comissão E da Alemanha aprovou o crataegus para uso em insuficiência cardíaca graus I e II, angina de peito e arritmias benignas.

Contra-indicações: evitar em caso de esofagite e azia, (devido ao relaxamento da musculatura lisa e redução do tônus do esfíncter) podendo agravar essas condições, na gravidez e amamentação.

Cuidados: o extrato de crataegus potencializa a ação cardiotônica dos digitálicos e deve ser usado sob supervisão médica. Usa-se o extrato fluido, a tintura ou o extrato seco em cápsulas.

Fonte: Fórmulas Mágicas, Dr. Alex Botsaris e Guia médico da saúde natural, Dr. Márcio Bontempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário