2 de dezembro de 2012

O Salmão que você come nem sempre é salmão

Segundo reportagem publicada na revista Superinteressante, edição 309/12, o peixe que às vezes você compra é outro tipo: truta salmonada. A truta e o salmão integram a família dos salmonídeos e tem gosto bem parecido - só que a truta é mais barata. Por isso, há produtores que dão às trutas uma ração aditivada com corante, para que elas fiquem rosadas, visualmente idênticas ao salmão. Se a truta for consumida na forma de sushi, cortada e misturada com shoyu, é muito difícil notar diferença no sabor. O próprio salmão também é alimentado com corantes, porque, como é criado em cativeiro, não tem acesso aos crustáceos dos quais se alimenta na natureza, e que dão a ele sua cor rosada natural. Os criadores colocam na ração os pigmentos astaxantina e cantaxantina, que podem ser sintéticos ou extraídos de algas.
O mundo dos peixes, aliás, está cheio de pegadinhas. O linguado geralmente não é linguado, e sim merluzão, e o badejo na verdade é abadejo - mais barato e importado da Argentina. Tem um peixe chamado abrótea que pode ser salgado para parecer bacalhau. O processo de preparo é o mesmo. Se você encontrar um prato a R$ 20,00 e outro a R$ 80,00 saiba que o mais barato não é bacalhau. A abrótea vice no Atlântico sul, bem longe da Noruega, lar do bacalhau.

Fonte: Revista Superinteressante, reportagem de capa "25 segredos que estão escondendo de você".
Setembro 2012

A Fruta dos Monges - Luo Han Guo

Luo Han Guo, fruta dos monges, também é conhecida como barriga de buda, é originária do sul da China e do norte da Tailândia.  Pela me...